Fetiche de lamber o olho gera crises de conjuntivite em alunos no Japão


O Dia dos Namorados já passou, mas nunca é tarde para experimentar algo novo. No Japão, tem crescido o número de adeptos de um fetiche sexual que consiste em lamber o globo ocular da pessoa amada. Além de estranho à primeira vista (com o perdão do trocadilho), o hábito tem preocupado médicos do país.

Segundo o Huffington Post, pré-adolescentes de uma escola de ensino fundamental do Japão resolveram "experimentar" a nova sensação. O resultado: diversos casos de
conjuntivite. Em uma turma de estudantes de 12 anos, ao menos um terço admitiu ter lambido algum colega ou visto uma língua extremamente de perto. Professores desconfiaram de algo quando alguns jovens começaram a aparecer com tapa-olhos.

Especialistas alertam que a textura da língua pode ser perigosa à sensível superfície do olho, e vestígios de ácido cítrico ou até pimenta na boca podem causar sérios danos à visão. Além de transmissão de herpes e conjuntivite gerada por irritação, bactérias presentes na boca podem levar à cegueira.







Postagens mais visitadas