quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Tudo sobre Kafunsho



Reação alérgica ao pólen, conhecida no Brasil como febre do feno ou polinose. É caracterizado por rinite, espirros, dor de cabeça, tosse, coceira na garganta e nos olhos, coriza, obstrução nasal, mal-estar, coceira nas partes expostas (rosto, braços) e, nos casos mais grave, febre.

Os sintomas são muito parecidos com um simples resfriado e como surgem ainda no inverno são
facilmente confundidos com uma gripe. O Kafunsho pode se manifestar durante o ano todo no Japão, mas a maioria das vítimas sofre com a alergia do pólen dos cedros (sugi) e ciprestes (hinoki), comuns entre fevereiro e abril.

É aconselhável sempre consultar um médico. Uma das medidas no tratamento do kafunsho é descobrir o causador da alergia (alérgeno) e procurar evitá-lo. Um especialista pode identificar o tipo de alergia e receitar os medicamentos corretos.

Existem medicamentos que podem ser adquiridos sem prescrição médica. Nas farmácias e drogarias há diversos produtos, desde sprays nasais, colírios até máscaras.

Evite sair de casa quando há grande quantidade de pólen no ar. Isso ocorre, principalmente, nos dias ensolarados e quentes, com pouca umidade, quando o vento está forte ou um dia após ter chovido. No final da tarde, com a queda da temperatura, o pólen que estava suspenso no ar começa a cair, causando a manifestação alérgica.

Ao sair, use sempre máscaras e óculos especiais – principalmente para quem usa lentes de contato. Logo ao entrar em casa, retire as peças de roupas e limpe-as bem. Evite abrir janelas e portas. Prefira estender as roupas dentro de casa. Passe sempre um pano úmido.

Umidificadores de ar também são úteis para reduzir a quantidade de pólen.



Takaya16